Operação percorre bairros e previne crimes nas ruas da capital

Operação percorre bairros e previne crimes nas ruas da capital

Recuperação de moto roubada, captura de foragidos, flagrante de drogas e apreensão de armas são alguns dos resultados da Operação Independência realizada pela Guarda Municipal e que percorre os bairros de Belém desde o dia 08 de novembro para reforçar a prevenção de crimes na cidade. No trabalho, os agentes municipais fazem abordagens dentro de ônibus e também de condutores de motocicletas.

“É uma ação muito importante, principalmente em locais que ocorrem muitos desses assaltos com motos e ocorrências nos ônibus”, avalia o auxiliar de tesouraria Guilherme Neto, de 26 anos e que não se incomodou com a intervenção dos guardas municipais. “Não há do que reclamar em entregar sua documentação e do seu veículo”, aprova.

Os bairros da Sacramenta, Barreiro e Pedreira foram os primeiros a receber a operação, devido ao maior número de registros de ocorrências nessas áreas. Nesse primeiro momento, a Guarda Municipal já percebe a recepção positiva da população. “Quando você apreende uma arma ou um foragido, já é válido. Vamos continuar”, assegura o inspetor Roberto Campos, que coordena o trabalho e acrescentar que a operação vai continuar em outras áreas da capital.

Quem trabalha com transporte público conta que se sente mais seguro com a presença dos guardas. O mototaxista Edson Gomes, de 42 anos, é um dos satisfeitos porque entende que a categoria dele é uma das mais vulneráveis. “É sempre necessário, tranquiliza quem trabalha nesse vai e vem”, explica. Edson ressalta que a forma de abordagem também é importante e elogiou a ação, que segundo ele mostrou respeito dos agentes públicos com os cidadãos.

Para quem já viveu situações de perigo, o alívio é ainda maior com a operação. O motorista de ônibus, Rafael Costa, de 35 anos, conta que já passou por apuros na profissão. “Trabalho como motorista há mais de 10 anos e logo no início já presenciei um tiroteio no serviço. Nessas ações, impossibilita que um elemento porte uma arma, uma faca. Acho muito positivo”, afirmou.

Matéria originalmente publicada na Agência Belém