Mais de 1500 agentes municipais atuarão no trânsito e reforço da segurança no Círio

Mais de 1500 agentes municipais atuarão no trânsito e reforço da segurança no Círio

A Operação Círio 2017 começa no próximo dia 3 e este ano vem com novidades para ajudar, em especial, no aumento da segurança e também na melhor fluidez do trânsito. Um efetivo de 21 mil servidores municipais, estaduais e federais, além de sociedade civil organizada, estará nas ruas para garantir que as procissões sejam realizadas de forma tranquila para os romeiros. Desses, serão 225 agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém e mais 1229 homens da Guarda Municipal de Belém.

As ações da Guarda vão ter início na sexta-feira, 6, durante o traslado da imagem de Nossa Senhora de Nazaré para Ananindeua. No total, 16 homens do Grupamento Ronda da Capital (Rondac) e do SOS Mulher atuarão no percurso. No sábado, 7, deve haver a atuação de 200 guardas, iniciando com a Romaria Rodoviária de Ananindeua para Icoaraci, que contará com efetivo de 14 guardas motorizados. Já em Icoaraci, 20 agentes vão reforçar a segurança na missa antes da Romaria Fluvial. Em Belém, um total de 14 guardas seguirão com a motorromaria e mais 40 vão dar apoio ao Arrastão do Pavulagem nas ruas da Cidade Velha e saturação da área.

Na tarde de sábado, por ocasião da Trasladação, 100 guardas vão estar distribuídos em todo o percurso do traslado da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, desde a saída do colégio Gentil Bittencourt até a Catedral da Sé, com um reforço de 54  homens no fechamento de 09 pontos de vias.

No domingo, 8, a Guarda Municipal de Belém vai estar com 54 homens distribuídos nas transversais de interdição e mais 100 distribuídos em pontos estratégicos por onde passa a procissão, além de 40 agentes que vão garantir a segurança para quem vem na corda.

O inspetor de planejamento de operações, Antônio Carlos, afirma que o planejamento foi definido para garantir a tranquilidade dos participantes do evento. “Garantir a integridade física de todos é o nosso dever e, estaremos fazendo a segurança durante toda a festividade da quadra nazarena”, informou.

Uma das novidades da Operação Círio 2017 está nas interdições de trânsito no percurso da Motorromaria, que inicia ainda na madrugada do dia 6 para o dia 7, às 4h da manhã. Como todos os anos, os veículos estacionados ao longo das av. Presidente Vargas e Nazaré serão removidos pelos agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém e levados à área de estacionamento em frente ao Palácio Antônio Lemos, sede da Prefeitura de Belém. “Esta remoção não terá ônus de multa e guincho ao proprietário do veículo, mas é necessária para desobstruir as vias para que as procissões passem com tranquilidade”, justifica Marcos Chagas, diretor de Trânsito da Semob. “Então solicitamos aos moradores da área que, para evitar transtornos, não estacionem ao longo do percurso”, completa.

Além dos veículos estacionados, o isolamento também proibirá que motos cheguem antecipadamente e se posicionem para a Motorromaria. Em especial porque a Secretaria de Segurança do Estado, este ano, montará um esquema diferenciado para o ingresso das motos no percurso. O acesso se dará exclusivamente pela Travessa Marechal Hermes com a Avenida Visconde de Souza Franco, onde haverá um pórtico em que todas as motos passarão por uma primeira triagem visual.

“Só irão adentrar aqueles motociclistas que estiverem com suas motos íntegras e com o uso de equipamentos de segurança. Quem não estiver nem entra, dali volta e tem a moto retida e apreendida”, avisa o coronel André Cunha, secretário-adjunto Operacional da Segup.

As motos ainda passarão por uma segunda triagem, por amostragem aleatória, onde serão verificados os documentos do veículo e condutor. “Os veículos que forem retidos e apreendidos nessa segunda triagem serão levados à Praça General Magalhães, ao lado do antigo Afrikan Bar”, diz o coronel, reforçando que o apoio da Secretaria Municipal de Economia (Secon) garantirá a total proibição de venda de bebidas alcoolicas na área das motos. “Quem aparecer com isopor de cerveja será detido e removido por agentes da Secon e PM. Todo o percurso estará esterilizado desde a madrugada, nenhuma moto poderá entrar por nenhuma transversal ao percurso do Círio sem ter passado pela triagem”, completa.

Esta ação de fiscalização da motorromaria ficará a cargo exclusivamente do Governo do Estado, via Segup, Polícia Militar e Detran. Os agentes da Semob serão distribuídos por outros 42 pontos, sendo 17 diretamente envolvidos com fechamento de vias para a procissão e demais eventos sendo pontos de desvio de ônibus. O aplicativo KD a Berlinda, desenvolvido pela Prodepa, este ano, além de mostrar a localização exata da imagem de Nossa Senhora durante as procissões, disponibilizará todos os pontos de bloqueios de trânsito.

“Isso sem dúvida irá ajudar a desafogar o trânsito, porque permite que o condutor faça um planejamento de trajeto antes de sair de casa e já evite os pontos de interdição”, comemora Marcos Chagas.

Durante o bloqueio das vias, as linhas que operam via José Malcher/Assis de Vasconcelos com retorno para a Magalhães Barata ou Gentil Bittencourt farão: José Malcher, 9 de Janeiro, João Balbi, Visconde de Souza Franco, Municipalidade, travessa Dom Pedro I, Generalíssimo Deodoro, rua Boaventura da Silva, avenidas Alcindo Cacela e seguindo deste ponto para as avenidas Magalhães Barata ou Gentil Bittencourt.

As linhas que operam via José Malcher/Visconde de Souza Franco em direção à UFPA/ Bernardo Sayão farão: José Malcher, 9 de Janeiro, João Balbi, Visconde de Souza Franco, Municipalidade, travessa Dom Pedro I, Generalíssimo Deodoro, Boaventura da Silva, Alcindo Cacela, Conselheiro Furtado, travessa Padre Eutíquio, rua João Diogo, 16 de Novembro, Roberto Camelier, a destino.

As linhas que operam via Senador Lemos/Visconde de Souza Franco, com ponto de retorno na Presidente Vargas ou Ver-o-Peso farão avenida Senador Lemos, Visconde de Souza Franco e rua Jerônimo Pimentel, a destino. Já os ônibus que vêm pela Pedro Álvares Cabral deverão fazer retorno no final da avenida e voltar pela mesma via até seu destino.

As linhas que operam pela rua João Diogo deverão seguir pela avenida 16 de Novembro, passando pelas avenidas Conselheiro Furtado, Roberto Camelier, Rua dos Tamoios, Rua Presidente Pernambuco, Avenida Gentil Bittencourt, Travessa 14 de Abril, Avenida Governador José Malcher, Visconde de Souza Franco, Jerônimo Pimentel, Municipalidade ou Pedro Álvares Cabral, a destino. Os itinerários por linha estarão disponíveis na próxima semana no site da Semob. (www.belem.pa.gov.br/semob).

Augusto Montenegro

A Prefeitura de Belém também está atuando para minimizar os transtornos da procissão rodoviária que segue de Ananindeua até a Igreja Matriz de Icoaraci, passando pelo trecho em obras do BRT na avenida Augusto Montenegro. Na próxima semana haverá uma reunião entre Secretaria Municipal de Urbanismo, consórcio responsável pela obra e Semob para definir medidas que diminuam temporariamente o estreitamento hoje existente em virtude dos trabalhos na via, aumentando a área para circulação de veículos.

“Será feita a limpeza e a organização do material utilizado pela obra para ajudar a romaria a fluir melhor. Também está prevista a abertura de um trecho que hoje está interditado, no Parque Verde logo após o Parque Shopping”, anuncia Chagas.

Outra mudança significativa será nas homenagens na área do Boulevard Castilhos França. A Praça Pedro Teixeira, que antes ficava totalmente isolada por questões de segurança acerca da queima de fogos dos estivadores, será liberada, visto que os fogos serão transferidos para uma balsa atracada na escadinha do cais do porto. “A praça ficará desocupada para acomodar a multidão, para que o fluxo das procissões possa seguir normalmente”, pontua o coronel André.

Sala de Segurança

Uma sala de situação no Centro de Operações Integradas da Segup será instituída no dia 6, às 7h, e só será desfeita após o recírio. Ela reunirá um representante de cada órgão – incluindo Semob e GMB – para tomadas de decisões conjuntas que possam vir a ser necessárias durante os eventos religiosos. “Já houve ano em que ocorreu um incêndio no trajeto do Círio e foi preciso tomar medidas rapidamente, por isso a união de todos os órgãos em um único ambiente facilita essa tomada de decisões. Essa sala de situação também servirá para concentrar todas as informações dos órgãos alusivas aos eventos, tipo número de acidentes, de atendimentos a romeiros, etc.”, explica o secretário-adjunto da Segup.

Matéria originalmente publicada na Agência Belém