Grande público saúda a chegada do Ano Novo em Belém e Mosqueiro

Grande público saúda a chegada do Ano Novo em Belém e Mosqueiro

Quando se aproximou a meia noite do dia 31, e com essa hora a tradicional contagem regressiva de 10 segundos, o céu do Portal da Amazônia se encheu de luz e cor dos fogos de artifício. O cantor Edilson Moreno comandou do palco montado na orla à beira do rio Guamá, juntamente com o público, a saudação ao ano novo que chegou. A programação no Portal foi uma promoção da Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), e reuniu cerca de 10 mil pessoas no local, segundo estimativas dos organizadores.

A festa começou por volta das 22 horas, e teve shows de artistas paraenses, em especial, dos que atuam na cena musical de Belém, seguindo um propósito da Fumbel de valorizar artistas oriundos do estado do Pará. A noite começou com os shows de Arthur Espíndola e Gigi Furtado e Banda, seguido pelas apresentações de Edílson Moreno e Banda, Marcelo Waal, Chico Sales e foi encerrada com o DJ Marcelo Mega.

Para Edilson Moreno, cantar para o grande público que compareceu ao Portal da Amazônia, foi uma bela forma de iniciar o novo ano. “Estou ansioso e já vi que tem muita gente por aqui. É sempre um grande prazer cantar para tantas pessoas. E eles podem esperar um réveillon bem paraense, à base de muito brega, lambada, carimbó e até carnaval”, disse o cantor, antes de subir ao palco.

Famílias – Desde o meio da tarde do dia 31, membros de várias famílias que moram às imediações do Portal e também de bairros distantes começaram a se organizar para passar o réveillon juntos. Muitas tendas, com mesas, cadeiras, isopores com bebidas e decoração foram colocados ao longo das pistas que acompanham a orla.

Os Margalho, que moram na avenida Roberto Camelier, estavam com 16 membros da família à espera da virada do ano. “Chegamos aqui por volta da 4 da tarde, e começamos a arrumar tudo. Mais tarde, nossos parentes foram chegando e cada um trouxe uma comida, uma bebida, mas o que importa, mesmo, é estarmos juntos e celebrar o novo ano. Vamos ficar por aqui até umas 3 da manhã ou até quando a cerveja acabar”, pontuou a matriarca da família, dona Maria Odete, de 68 anos. A tenda da família, tinha também copos personalizados com a data e uma decoração lembrando 2018.

Outras pessoas levaram cadeiras de praia e se espalharam pela orla. Outros preferiram ficar de pé e dançar ao som dos artistas no palco. A família Pimentel, formada basicamente por quatro mulheres, era uma das mais animadas, com a bisavó Graça, a avó Wanda, a mãe Adriele e a pequena Luísa, de 9 meses, filha de Adriele, representando assim as quatros gerações da família.

As Pimentel vieram do bairro de Águas Lindas, em Ananindeua. Adriele contou que elas já tinham vindo ao réveillon do Portal em outros anos, mas que neste, as famílias vizinhas se reuniram, alugaram um ônibus para vir e se divertir na festa. “Um vizinho nosso tem um ônibus. Então nos reunimos, pagamos as passagens e viemos pra cá. Essa festa é muito boa, e nós gostamos porque é tudo muito tranquilo, sem grandes problemas”, disse Adriele, de 18 anos.

Serviços – A Fumbel garantiu, junto com outras entidades e secretarias municipais, a estrutura para o evento. Além do grande palco com 21 metros de boca de cena e nove de altura, o espaço do Portal contou com muitos banheiros químicos, grandes lixeiras e várias cercas metálicas que demarcavam toda a orla.

Os fogos de artifício foram montados em uma área isolada do público e de veículos, por trás do palco. Foram 10 minutos de cores, luzes e som garantidos por elementos conhecidos como ‘chorinho’, ‘pancadão’, ‘rabo de pavão’ e morteiros de 4 e 5 polegadas. “Seu” Panela foi o responsável pelo espetáculo, tudo acompanhado de perto por dois carros – um deles, um caminhão – do Corpo de Bombeiros e duas ambulâncias.

“As pessoas vão gostar do que criamos. Vai ser um show bonito e seguro, porque já passamos por todas as inspeções do Corpo de Bombeiro, e só estamos esperando a meia noite para começar o espetáculo”, explicou “Seu” Panela.

A segurança da noite foi garantida por 110 integrantes da Guarda Municipal de Belém, sendo 40 do Grupo de Ações Táticas (GAT) e o restante, do Grupamento Operacional. Foram montados dois portais de acesso, onde as pessoas passavam por revista com detector de metais. A noite foi de tranquilidade e sem maiores incidentes, sendo que a Guarda contou com o apoio da Polícia Militar do Pará.

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) fez a orientação do trânsito às imediações do Portal, com as interdições desde 18 horas do dia 31, para manter a segurança dos pedestres. Ao todo, foram três viaturas e oito agentes da Semob no local.

Quem também desfrutou dos shows e da tranquilidade no réveillon do Portal foi a família Silva. Silvana Silva, de 32 anos, está grávida de três meses do terceiro filho. “Já tenho duas meninas e espero que venha um menino, agora. Desejo muita saúde para todos nós no ano que está começando”, disse Silvana.

Mosqueiro – A Fumbel também promoveu festas de réveillon no Distrito de Mosqueiro. Na Vila, no coreto da Praça Matriz, os shows começaram às 21 horas, com as atrações Cinthya Mello e Banda, Bruno Andrade e Bateria da Escola de Samba Peles Vermelhas de Mosqueiro.

A outra festa da noite foi na praia do Farol, com direito a 10 minutos de fogos de artifício. Os festejos foram comandados, desde as 22 horas, pelos DJs Fabrício, Léo.com, Sanderson e Léo Premier, e pela Bateria Show da Escola de Samba Rancho Não Posso Me Amofiná; além da banda Algo Mais.

Em Mosqueiro, a Semob teve uma viatura com dois agentes, cada, e duas motocicletas, para orientar o trânsito na praça Matriz da Vila e nas orlas das praias do Murubira, Chapéu Virado, Farol e Paraíso, além de agentes da Guarda Municipal de Belém.

Matéria originalmente publicada na Agência Belém.