GMB intensifica fiscalização nas praias dos distritos de Belém

GMB intensifica fiscalização nas praias dos distritos de Belém

Mesmo diante das normas do decreto integrado que proíbe a população de frequentar as praias neste momento de pandemia, muitas pessoas estiveram nos balneários dos distritos de Outeiro e Mosqueiro neste domingo, 7. Segundo o inspetor de Ações Táticas com Cães, Éder Melo, várias denúncias chegaram por conta do descumprimento ao decreto no enfrentamento ao coronavírus. “Dias de sol, como o deste domingo, sempre é de muito trabalho. Hoje só conseguimos parar com a fiscalização e retirada de banhistas depois das 18h”, disse o inspetor.

Na Praia Grande, em Outeiro, cerca de 200 pessoas foram orientadas e retiradas do local. Além disso, a fiscalização também circulou pelos restaurantes que ficam nas faixas de areia, que precisam seguir regras sanitárias impostas pelo decreto. Em Mosqueiro, pela parte da manhã, a Guarda Municipal orientou mais de 63 banhistas que estavam em diferentes praias do distrito. Na parte da tarde, da praia do Farol até a do Paraíso, 86 pessoas foram retiradas da areia e da água.

O disque-denúncia (153) recebeu 87 chamadas denunciando descumprimento das restrições.

Em Belém, os guardas municipais estiveram nas praças e locais públicos orientando sobre as normas e a obrigatoriedade do uso da máscara. No período da noite, no Portal da Amazônia, os agentes municipais tiveram que dispersar a aglomeração no espaço. Segundo o inspetor geral, Joel Ribeiro, o local estava lotado de carros com som automotivo , pessoas sem máscaras e muita bebida alcoólica.

A operação teve caráter educativo e de orientação. Algumas pessoas foram abordadas, mas nada de ilícito foi encontrado. “A Prefeitura Municipal de Belém, por meio da GMB e de outras forças da segurança do estado, está tomando medidas para atenuar os casos de Covid-19 na cidade de Belém. Entretanto, é preciso que a população colabore atendendo o que está previsto no decreto. Sem o apoio de todos não conseguiremos alcançar êxito nas ações em conter o aumento de pessoas infectadas”, concluiu Joel Ribeiro.

Texto:
Thais Veiga