Mais de 30 mil pessoas participaram da 11ª Parada do Movimento LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuais), no distrito de Mosqueiro, na tarde de domingo, 29, no último final de semana do chamado “Verão Amazônico”, que lotou as praias da ilha.

Organizada pelo Movimento da Diversidade de Mosqueiro (MDM), com apoio da Prefeitura de Belém, por meio da Agência Distrital de Mosqueiro, a parada enfrentou, em boa parte de sua realização, uma forte chuva, mas isso não impediu que as pessoas se divertissem e se confraternizassem.

Agentes da Guarda Municipal de Belém (GMB) estavam localizados em três pontos da parada para garantir a ordem e que as pessoas não entrassem na festa com garrafas e copos de vidros, o que é proibido nesse tipo de manifestação. O trabalho da GMB teve apoio da Polícia Militar do Estado.

“Estamos aqui em uma escala especial com 50 guardas municipais, nove viaturas e oito motocicletas, para garantir que as pessoas se divirtam sem qualquer problema. Nosso cuidado especial é com vidros, porque eles são proibidos e estamos retirando todas as garrafas e copos que encontramos”, explicou o inspetor Roberto Carlos, que comandou os agentes da GMB.

Além da GMB,  agentes da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) ordenaram o trânsito às proximidades, uma ambulância do SAMU e uma viatura do Corpo de Bombeiros acompanharam todo o trajeto da parada. A infraestrutura da Parada Gay de Mosqueiro foi garantida em toda programação.

 

Parada do Movimento LGBTI leva mais de 30 mil pessoas às ruas de Mosqueiro