Começou nesta quinta-feira, 1º, e prossegue até o domingo, 4, no bairro do Jurunas, em Belém, uma operação integrada chamada de Ocupação Jurunas, visando à segurança da população do bairro e adjacências. Da operação fazem parte agentes da Polícia Militar, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Guarda Municipal de Belém (GMB) e Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), reafirmando a parceria entre os órgãos de segurança  do Governo do Estado e do Município.

A Guarda Municipal está atuando com efetivo de 12 motocicletas, duas viaturas durante o dia, duas viaturas no período noturno, com 32 agentes trabalhando. No final de semana, haverá reforço do efetivo ordinário no Portal da Amazônia, com mais dez guardas. Na sexta-feira, 2, o reforço será das 7 às 13 horas, e das 17 às 23 horas, e no sábado e domingo, no período do final da tarde, até às 23 horas.

A Semob está atuando no fechamento de ruas e orientação do trânsito, acompanhando a operação, com duas viaturas, quatro agentes de trânsito e quatro apoiadores operacionais.

O inspetor Guilherme, da Guarda Municipal, é o coordenador da operação à frente dos órgãos de segurança municipais. Ele explica que o bairro do Jurunas foi contemplado pela operação por apresentar, segundo estatísticas, um alto índice de violência. “É uma operação integrada entre os órgãos de segurança do Estado e do Município. Nossa intenção é ficar durante quatro dias no bairro, coibindo ações de assaltos, furtos e outras ocorrências. As ações serão durante o dia e a noite, buscando sempre o bem estar dos moradores e a manutenção da ordem pública”, disse o inspetor Guilherme.

Abordagens – Na manhã desta quinta-feira, a operação teve um ponto de abordagem na esquina da avenida Bernardo Sayão com rua Oswaldo de Caldas Brito. Uma das ações foi a abordagem a vans e motocicletas, para verificar a documentação e estado geral dos veículos.

Nesse momento da abordagem, as equipes foram avisadas sobre um assalto que havia ocorrido às proximidades. Houve perseguição policial ao assaltante, que estava de bicicleta, e ele foi preso por policiais militares, já na área da avenida Bernardo Sayão. O rapaz foi conduzido a uma unidade policial.

A adolescente Maria Eduarda, de 14 anos, se assustou com o número de motocicletas e viaturas às proximidades da Feira do Jurunas, na esquina das avenidas Bernardo Sayão e Fernando Guilhon. O susto se foi quando ela percebeu do que se tratava. “Eu acho importante que tenha esse tipo de operação, porque muitas das vezes, nós nos sentimos inseguros, e ver quem tem policiais por perto dá mais tranquilidade”, opinou a menina.

O feirante Marcelo dos Santos, de 49 anos, por sua vez, afirma que “já viu muita coisa ali por perto”. Ele aprova que a polícia faça abordagens. “Sempre ouvimos e até vemos que há, por aqui por perto, muitos roubos de carros e motos, e nessa feira tem muita gente que só quer saber de roubar os outros. Acho que a polícia precisa fazer o trabalho dela e prender quem está fazendo coisas erradas”, ressaltou o feirante.

A operação Ocupação Jurunas, pela Polícia Militar, é uma ação do Comando do Policiamento da Capital (CPC)/ 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM), com apoio do Comando de Missões Especiais (CME), que estão utilizando 18 viaturas policiais e dez motocicletas.

As ações da Ocupação Jurunas vão ser realizadas até às 23h59 do domingo, dia 4 de março.

Matéria originalmente publicada na Agência Belém.

Operação policial integrada garante segurança e ordem pública no bairro do Jurunas